Delírios de um podolatra

Sempre tive queda por um pezinnho , desde minha adolescência ao sentir atração por uma garota sempre observava seus pés, o tamanho, seus dedos, suas solas as unhas e etc. Esta paixão sempre acompanhou por minha vida, quando conhecia uma garota sempre procurava ver seus pés se possível tocá-los, acariciá-los, chupá-los e cheirá-los, alias adorava quando a garota depois de um dia com aquela sandália, chinelo ou qualquer calçado que agasalhasse seus pés retirava-os e eu numa loucura total ia ao encontro deles para apreciar todo aquele cheiro que exalava de seus pés, em muitas ocasiões foi o desfecho de vários namoros, pois era incompreendido por algumas mulheres, achavam nojento a minha atitude, e algumas vezes elas adoravam fazendo o meu jogo colocando a minha disposição todo aquele pezinho, e eu como bom podólatra cheirava, chupava-os chegando até a masturbação enchendo todo aquele pezinho com minha porra.

Numa ocasião quando estava em meu escritório recebi a visita de uma cliente que venho procurar-me para informar-se nos procedimentos para o seu divórcio, ela era estonteamente linda, quando ela sentou na cadeira e cruzou as pernas, meus olhos logo se dirigiram para os seus pés, eram lindos, calçava uma sandália de salto sua unhas estavam pintadas de vermelhas e seus pés ainda estavam molhadinhos pois naquele dia fazia muito calor. Ela percebia o meu interesse pelos seus pés, e isto parecia atiçar seu interesse em mim. Eu não conseguia descolar os meus olhos de seus pés, estava louco, como queria aqueles pés. Num movimento repentino ela deixou cair no chão bem próximo de seus pés a caneta que encontrava-se em sua mão, prontamente abaixei-me para apanhar, mas direcionando o meu nariz em direção a seus pés com o objetivo de sentir o cheirinho de seus pés, foi quando ela colocou seus pés na minha cara, e eu fiz o jogo dela comecei a acariciar seus pés, passando a língua em toda a sua extensão, eu estava deitado no chão, ela levantou-se e tirou as sandálias e começou a esfregar na minha cara os seus pés, naquela posição consegui ver por debaixo de seu vestido que estava sem calcinha, sua bucetinha toda raspadinha, me excitava mais ainda, mas esperei mais algum tempo antes de poder chegar lá, aproveitei aquele tempo para ficar chupando, lambendo e cheirando aqueles pés. Do seu pé exalava um chulezinho que me levava ao máximo do tesão, então pus em cima da mesa com as pernas para cima e comecei a chupar a sua buceta, ela estava toda molhadinha. Em minha boca estava seus pés e o meu pau encontrava-se todo em seu interior, e assim permanecemos até o final da tarde em meu escritório. No final ela conseguiu o seu divórcio e eu consegui uma esposa.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: